Arquivo

Archive for março \31\UTC 2010

Momento nostalgia do Acelera Mente História da Honda CG125 / 150

História da Honda CG125 / 150

Consagrada há 32 anos no mercado, a linha chega à marca de mais de seis milhões de unidades comercializadas no Brasil. (07/2008)

A história da família CG é sinônimo de sucesso no mercado brasileiro de duas rodas. Isso porque a linha, que é composta pelos modelos CG 125 Fan, CG 150 Titan, CG 150 Job e CG 150 Sport, assumiu uma importante e crescente participação na vida dos consumidores. Em 32 anos no País e após seis gerações, a Honda contabiliza mais de seis milhões de motocicletas comercializadas em todo o Brasil.

Símbolo de evolução

O sucesso da família CG começou em 1976 quando chegou ao mercado a CG 125, a primeira motocicleta da marca de fabricação nacional. Dando início à primeira geração, o modelo contava com um motor de 125 cilindradas, resultando em desempenho, durabilidade e agilidade, tanto na locomoção quanto no lazer. Em 1981, a Honda lançou a versão a álcool da CG 125.

2ª. geração

A linha evoluiu e com ela vieram mudanças importantes na segunda geração, como o câmbio de cinco marchas, em 1983. Outra inovação foi a moto CG 125 Cargo. A versão foi apresentada em 1988 e era para uso profissional, onde contava com um bagageiro projetado para carregar um volume maior e receber a instalação de baú.

Já a terceira geração (1989-1994) chegou com a motocicleta CG 125 Today, que apresentava design com a inclusão de rabeta e alterações no painel e no banco. Em 1991, o modelo teve mais de 70 alterações no motor e 74 no chassi, garantindo aumento de potência e economia de combustível.

3ª. geração

Mas as inovações não pararam. A quarta geração introduziu em 1994, a moto CG 125 Titan com formas arredondadas e alças traseiras nas laterais. Nesse período, realizou aproximadamente 90 alterações técnicas.

Em 2000, a quinta geração apresentou design com maior harmonia e as versões KS (partida a pedal e freios a tambor) e ES (partida elétrica e freio dianteiro a disco) da CG 125 Titan. Além disso, o modelo passou a contar com farol com refletores multifocais, painel com marcador de combustível, chassi estampado, bateria selada, tanque com maior capacidade e o exclusivo sistema anti-esvaziamento tuff-up.

4ª. geração

O ano de 2004 deu início à atual sexta geração com a campeã de vendas CG 150 Titan em três versões: KS (partida pedal e freios a tambor), ES (partida elétrica e freios a tambor) e ESD (partida elétrica, freio dianteiro a disco e suporte do pedal de apoio do garupa fixado ao chassi).

Com motor de 149,2 cm3, a motocicleta se destaca pelo seu moderno design, além de ser econômica, ágil e durável. Desde então, surgiram outros três modelos: CG 125 Fan, CG 150 Job e CG 150 Sport, que ampliaram a base de mercado e consolidaram definitivamente a presença da linha.

5ª. geração

Em 2006, a Honda lançou uma série especial da CG 150 Titan em comemoração aos 35 anos da montadora no Brasil.

Um modelo para cada público

CG 150 Edição Especial
A Honda sempre buscou novas tendências de mercado e superar as expectativas dos seus consumidores. Com a família CG não foi diferente.

Da locomoção ou trabalho do dia-a-dia às viagens dos finais de semana, os modelos são utilizados sempre com grande praticidade e economia por usuários das mais variadas faixas etárias e classe sociais.

CG 125 Fan

Reforçando o conceito da marca de facilitar o acesso ao transporte próprio, a CG 125 Fan atende às necessidades de um número cada vez maior de pessoas por ser acessível e com vocação para uso no transporte diário ou para o trabalho.

Com atributos como versatilidade, durabilidade, robustez, economia e baixa e fácil manutenção, a CG 150 Titan é líder no segmento nacional de duas rodas. Desde que foi lançada em fevereiro de 2004 até maio de 2008, a sexta geração acumula 1. 748.409 unidades vendidas no país.

CG 150 Sport

Reunindo características como visual esportivo, moderno e atraente, além de praticidade e durabilidade, a CG 150 Sport é ideal para uso urbano e destinado ao dia-a-dia como locomoção e nos finais de semana para o lazer. O modelo está em sintonia com as aspirações de um público que valoriza desempenho, tecnologia, estilo, emoção na pilotagem e, sobretudo, diferenciação.

Motocicleta da categoria “urbana utilitária”, requisitada por empresas dos mais variados segmentos, a Honda CG 150 Job traz um bagageiro com maior capacidade de carga (30kg).

CG 150 Job

A Job se tornou referência entre os profissionais autônomos, além de empresas públicas e privadas dos mais variados perfis e segmentos. O modelo é homologado para o transporte de carga, pois possui pontos para fixar um baú ou amarrar pequenos volumes.

Obs: Em 2010 a linha Honda veio com inumeras novidades e novos modelos a linha 2010 nao foi citada nessa materia pois aqui esta um pouco da historia da Honda no Brasil

Por Fabio Weslley

Equipe Acelera Mente  

Kasinski confirma produção da Prima Electra Scooter elétrico terá fabricação iniciada em abril e custará R$ 5 390

Apresentado ao público no último Salão Duas Rodas, realizado no ano passado, a Prima Electra começará a ser produzida em terras nacionais no próximo mês. A confirmação do início de fabricação do primeiro scooter elétrico no Brasil ocorreu durante o Fórum Internacional de Sustentabilidade, nesta sexta-feira (26), em Manaus, AM.
“A primeira fábrica de scooter elétricos do Brasil será inaugurada no próximo mês. Coloraremos o veículo de energia limpa no mesmo preço de um veículo convencional”, disse o presidente da Kasinski, Claudio Rosa Junior. A fabricante deve iniciar a produção do scooter no próximo mês, ainda na antiga fábrica da empresa. Até o final do ano, a linha deve ser transferida à nova unidade da CR Zongshen, também em Manaus.
Como disse o presidente da Kasinski, mesmo sendo elétrico o veículo não será mais caro que um scooter comum, com um preço sugerido de R$ 5.390. Apesar de ser elétrico, de acordo com Claudio Rosa Junior, o Prima Electra terá desempenho superior a outros scooter do mercado. Com 2.000 watts de potência, o Prima tem velocidade máxima de 60 km/h.
Por Fabio Weslley

Honda NX 400 Falcon Aqui no Acelera Mente você fica bem informado

 
 
ESPECIFICAÇÕES
Motor: 397.2cc, 4 Tempos, 1 Cilindro, Refrig. Ar, Comando SOHC, 04-válvulas
Potência: 30,6 cv a 6.500 rpm
Alimentação: Carburador VECAA 35,3mm
Lubrificação: Forçada Carter Seco
Ignição: Eletrônica Digital Mapeada
Partida: Elétrica
Transmissão: 5- Marchas
Comprimento: 2147mm
Largura: 798mm
Altura do assento 850 mm
Peso à seco: 151kg
suspensão dianteira: Garfo Telescópico
suspensão traseira: Pro-Link
Freio Dianteiro: 01 Discos de 256mm
Freio Traseiro: Disco de 220mm
Pneus: 90/90-21 (frente), 120/90-17 (traseiro)
Tanque: 15,3 Litros
Medições
Vel. máxima: 135Km/h
0 a 100 Km: 10″0
Consumo médio: 21,5Km/l
 
 
Por Acelera Mente
Editado Por Fabio Weslley
 

Yamaha YZR R6 2010

Para aqueles que gostariam de ter este modelo no Brasil, provavelmente somente por importação não oficial…. nos USA custará $10.500.

Ficha Técnica

Motor de 599cc refrigerado à água de 4 cilindros em linha, comando DOHC com 16 válculas de titânio
Diâmetro x curso: 67,0 x 4,5mm
Taxa de Compressão: 13,1:1
Sistema de injeção com YCC-T e YCC-I
Ignição TCI (Transistor Controlled Ignition)
Transmissão de 6 velocidades
Transmissão final por corrente
Suspensão dianteira de 41mm de garfo invertido ajustável em 4 modos
Suspensão traseira mono-schock ajustável em 4 modos
Freio dianteiro com 2 discos de 310mm e pinça radial flutuante com 4 pistões
Freio traseiro com disco único de 220mm e pinça com pistão único
Pneu dianteiro: 120/70-ZR17
Pneu traseiro: 180/55-ZR17
Comprimento: 2.032 mm
Largura: 685,8 mm
Altura: 1.092,2mm
Altura do assento: 838,2mm
Ângulo de caster: 24°
Tanque de combustível: 15,1 litros
Peso (seco): 155,6 Kg

Editado Por  Fabio Weslley

Novo Suzuki Burgman 400 modelo 2010

O novo modelo do maxi scooter Burgman 400 está muito mais sofisticado e apresenta o conforto de um carro de luxo, mas com a agilidade em duas rodas. Com inovações que o colocam a uma combinação de estilo, praticidade, conforto e desempenho, ajudam você a aproveitar ao máximo as possibilidades da vida moderna.

Possui um novo design dinâmico, mas agora com um apelo esportivo, sempre com a qualidade refinada da linha Burgman.

Com 400 cm³, seu motor reformulado oferece mais desempenho do motor monocilindro, quatro tempos, com quatro válvulas, DOHC, refrigeração líquida e apresenta ótima suavidade, fazendo da pilotagem um puro prazer.

Agora mais potente, ele oferece potência de 34 hp a 7.300 rpm, e torque são constantes em todas as faixas de rotação. Deste modo, quando o Burgman está esticando rapidamente entre o trânsito urbano ou deslizando nas rodovias, o piloto sempre encontra resposta imediata ao acelerar.

Conta ainda com um moderno sistema de injeção eletrônica de combustível que aperfeiçoa a alimentação do motor e garante maior economia de combustível, desempenho e proteção ao meio ambiente, devido ao novo sistema de exaustão.

O novo Burgman 400 também está equipado com o sistema PAIR, que realiza de modo eficiente à queima dos gases do escapamento, inibindo a emissão de poluentes na atmosfera, atendendo o limite de emissões de poluentes PROMOT 3.

Possui um sistema de Controle de Marcha Lenta (ISC) que regula o volume de ar, resultando em uma marcha lenta estável, melhorando também a partida à frio.

A roda dianteira aumentou para 14”, proporcionando um maior conforto, agora com duplo disco de freio com diâmetro de 260 mm de acionamento hidráulico e na roda traseira um disco de freio com diâmetro de 210 mm de acionamento hidráulico para uma frenagem segura e suave.

O tanque maior comporta 13,5 litros e permite que todos os benefícios oferecidos sejam aproveitados por vários quilômetros, com mais autonomia, sem paradas freqüentes para abastecimento.

Conforto e sofisticação são características registradas no Burgman 400, acentuadas em seu design com linhas minuciosamente projetadas. O banco largo e moderno está mais alto, 710 mm, e oferece encosto para o piloto, ajustável em cinco posições, de modo fácil, sem a necessidade de ferramentas.

Outro ponto que garante praticidade e conforto é a transmissão automática, característica da classe dos scooters, que dispensa o uso da embreagem e a troca de marchas.

A carenagem frontal concede ao Burgman 400 um porte ainda mais encorpado. O painel de fácil leitura é composto por velocímetro, tacômetro, hodômetros parciais, relógio, indicadores de temperatura ambiente, máximo consumo de combustível, nível de combustível e temperatura do líquido de arrefecimento.

Acima desse painel a bolha acrílica desempenha junto com a carenagem a função de proteger o piloto do vento e da chuva. Ainda na parte frontal do Burgman 400 há três opções de porta-luvas, sendo que o maior deles possui 10 litros de capacidade e trava com chave.

Sob o banco há um generoso porta-objetos com 62 litros de capacidade, suficiente para abrigar dois capacetes grandes e mais alguns objetos

Por Fabio Weslley

Categorias:400cc, Suzuki Tags:, , , ,

Motos importadas dos EUA ficam mais caras

O governo norte-americano concede subsídios aos produtores de algodão nos EUA, criando assim um cenário de concorrência desleal com os produtores Brasileiros. Apesar das reclamações a OMC (Organização Mundial do comércio), os governo norte-americano não cedeu a solicitação Brasileira, de que interrompa o subsídio, e então, a OMC autorizou o Brasil a aplicar sanções comerciais aos EUA.

Hoje, o Brasil divulgou no diário oficial uma lista com cerca de 100 itens, que tiveram as alíquotas de impostos aumentadas. Dentre os produtos, estão carros, Motos, barcos, produtos de beleza e higiene, alimentos, medicamentos e eletrônicos. Para as motocicletas, a alíquota saltou de 35% para 50%
Ter uma Moto importada não era barato antes, agora ficou ainda mais difícil. Espero que entrem logo em um acordo. Enquanto o Brasil precisar importar as motos de alta cilindrada, estaremos a mercê desse tipo de tributação. A sorte é que a maioria das motos são importadas do Japão ou da Europa

Por Fabio Weslley

Categorias:Motos importadas Tags:, ,

KTM divulga novo protótipo elétrico

Uma das maiores fabricantes européias do mundo, a KTM, vai a Terra do Sol Nascente, no salão de Tókio, prometendo tirar a foco das marcas locais e ser um dos grandes atrativos do evento. Na ocasião, a marca apresentará seus protótipos off-road elétricos.

A austríaca deixou escapar a informação de que o modelo possuirá duas versões, que já estão com o desenvolvimento bem avançado e muito próximas das edições que serão colocadas à venda. A Freeride — como está sendo chamado o protótipo — será apresentada no próximo dia 26 de maio, em Tóquio.

A informação divulgada pela fabricante foi a seguinte: “Desenvolvemos uma motocicleta elétrica e esportiva, que prova que sustentabilidade ambiental e a condução divertida não têm de estar obrigatoriamente em conflito.” No mais, aguardamos o salão japonês para apreciarmos mais desta motocicleta amiga do ambiente. Enquanto isso, podemos ver apenas estas fotos escurecidas das versões Supermoto e Enduro

Por Fabio Weslley

Categorias:KTM, Motos importadas Tags:,