Início > 600cc > Pirelli Superbike: chuva marca 2ª etapa

Pirelli Superbike: chuva marca 2ª etapa

Principal categoria largou com pista úmida; 600 cc correram em piso seco

Olhar para o céu e tentar adivinhar se a chuva estava chegando era uma das principais tarefas dos quase 200 pilotos inscritos para a segunda etapa do Pirelli Superbike Series, realizada nesse fim de semana (2,3 e 4) no Autódromo de Interlagos.  

Com tempo instável desde sábado (3) – na sexta-feira (2) todos os treinos foram realizados com pista seca –, as quase 6.000 pessoas presentes no domingo de Páscoa em Interlagos viram desabar um temporal durante a prova da categoria monomarca Kawasaki Ninja 250 cc, que teve a vitória de Sandro Paganelli.  

A Superbike Pro, principal categoria do dia, formou seu grid ainda com chuva, mas em intensidade moderada. E logo na largada Alecsandre “Doca” Brieda assumiu a ponta para não mais largá-la. Depois de duas interrupções por acidentes no mesmo local – a segunda perna do S do Senna –, a direção de prova decidiu encerrar a corrida e declarar Doca o vitorioso. Na sequência vieram Murilo Colatreli (que assumiu a liderança do campeonato com o resultado), Rodrigo Benedictis, Bruno Corano e José Luiz Teixeira (Cachorrão).  

“O pessoal acha que andar em primeiro nessa condição de pista molhada é fácil, mas é até pior, porque é o primeiro que decide o ponto de frenagem, o traçado, que dita o ritmo. Mas eu estava com a moto acertada para a chuva e consegui um bom desempenho. São mais de 10 anos de experiência e sem dúvida isso ajudou”, disse Doca na entrevista coletiva após a prova.  

Já Bruno Corano, vencedor da etapa anterior e quarto colocado na prova de domingo, ressaltou a dificuldade para se manter na pista. “Tinha um ponto no Laranjinha que a moto escorregava muito mesmo sem a gente acelerar. Cada curva era um ‘opa’, ‘segura’, ‘fica’. Eu particularmente não gosto de correr nessas condições.” 

Chove e para na 600 cc 

Os pilotos da 600 cc viveram um dilema na corrida de domingo. Com pista seca, todos colocaram pneus adequados para a condição, mas a garoa que chegou pouco antes da prova acabou colocando mais um componente de tensão no momento de formação do grid. A água, porém, foi embora pouco depois e o asfalto secou rapidamente.  

No comando de uma Yamaha R6 bem acertada, Thales Monteiro conseguiu conter a aproximação de Danilo Lewis e sua Honda CBR 600 RR e venceu de ponta a ponta na categoria 600 cc Pró. Na 600 cc AM o vitorioso foi William da Costa, e na 600 cc Naked quem levou a melhor foi Mauro Thomassini.

Na Classic 135cc, Rodrigo Cezar Mayer venceu Maicon Fuser e levou a prova. Em terceiro ficou Eriko Melo. Na 250cc, Murilo Ribeiro foi o primeiro colocado, seguido de Lucas Braga e Pierre Biducci.

A próxima etapa do Pirelli Superbike Series está marcada para 27 de junho em Interlagos. 

Anúncios
  1. Fabio Weslley
    06/04/2010 às 12:52

    Seja Bem Vindo A Equipe Acelera Mente !!!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: