Mundial de Motocross

O Mundial de Motocross começa este final de semana na Bulgária. Vamos conferir algumas das principais motos do campeonato. Ao final do artigo temos todas as equipes e pilotos aprovados pela Youthstream para a temporada 2010.

KTM SX 350 F de Antônio Cairoli

A moto que todo o Mundo estará de olho neste final de semana. A aposta da KTM é num modelo mais leve e mais fácil de pilotar. O piloto escolhido para o protótipo é o atual campeão MX1 Antônio Cairoli. O italiano conquistou o título 2009 pilotando uma Yamaha de 420cc. Também não é segredo para ninguém, e Cairoli faz questão de falar isso aos quatro ventos, que o piloto prefere pilotar uma 250cc.

A proposta de unir a agilidade da 250cc com a força quase igual das 450 será posta a prova durante a temporada. O novo modelo tem o design completamente próprio e não foi uma adaptação nem da 250, nem da 450.


KTM SX 350 F Antônio Cairoli

 


KTM SX 350 F Antônio Cairoli

KTM SX 450 F – Max Nagl

O alemão é um dos favoritos ao título na MX1 e preferiu continuar com a já testada e aprovada motocicleta de 450cc. A KTM é a única das cinco grandes que não migrou para o quadro de alumínio e continua apostando no cromo-molibdênio. Segundo a marca austríaca os tubos mais finos e menos volumosos que o alumínio permitem maior liberdade de projeto na hora de acomodar os componentes da motocicleta.


KTM 450 F Max Nagl

Yamaha YZ 450 F – David Philippaerts

A Yamaha aposta no revolucionário motor com a massa concentrada mais próxima ao centro de gravidade da motocicleta. O italiano David Philippaerts tenta recuperar o título conquistado em 2008 com a moto cujo um dos destaques são as suspensões especialíssimas fornecidas pela Ohlins. Outro favorito que corre pela marca é o belga Ken De Dycker.


Yamaha YZ450F David Philippaerts

Suzuki RM-Z 450 – Steve Ramon

O campeão mundial de 2007 Steve Ramon pilota uma das máquinas mais especiais do circuito. A equipe chefiada pelos irmãos Silvain e Eric Geboers (este 5 vezes campeão do Mundo) tem total suporte da fábrica japonesa na criação de peças e soluções personalizadas. Seu companheiro de equipe é o belga Clement Desalle, vencedor do GP Brasil em Canelinha.

Destaque para o motor 100% preparado pela fábrica e as suspensões KYB (Kayaba).


Suzuki RM-Z 450 Steve Ramon

Ken Roczen – A promessa de 2010 na MX2?

Ele só entrou no campeonato 2009 na quinta etapa. Teve que esperar completar 15 anos, que é a idade mínima exigida pela FIM, para competir no Mundial de Motocross.

O que era para ser apenas um período de experiência tornou-se uma demonstração do enorme potencial do garoto que subiu várias vezes ao pódio e conquistou sua primeira vitória já no quarto GP em que alinhou.

Mais experiente e confiante que em seu ano de estréia o jovem alemão promete ser a maior ameaça à defesa de título do francês Marvin Musquin.


Ken Roczen

Kawasaki KX 450 F de Sebastien Pourcel

Enquanto seu irmão Christophe vai colecionando títulos do outro lado do atlântico, Sebastien Pourcel trata de defender as cores da Kawasaki na Europa. Seus companheiros no time oficial de fábrica são o também francês Xavier Bog e o espanhol Jonathan Barragan.


Kawasaki KX450F Sebastien Pourcel

Por MotoX

Editado por Italo Luna

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 23/10/2014 às 16:18

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: