Início > Acelera Mente, Fale Conosco, motos, Motos importadas > BMW F 800 R tem motor bicilíndrico de grande torque para encarar japonesas

BMW F 800 R tem motor bicilíndrico de grande torque para encarar japonesas

 

Enquanto as japonesas Honda Hornet, Yamaha FZ-6N e Suzuki Bandit apostam na potência dos motores de quatro cilindros para conquistar os fãs de motos naked, a alemã BMW traz para o Brasil como opção a F 800 R, que tem no torque de seu motor de dois cilindros paralelos um de seus grandes trunfos. Além disso, seu assento a apenas 800 mm do chão transmite confiança para pilotar na cidade e usufruir do bom conjunto ciclístico que oferece uma condução fácil para os mais iniciantes e, ao mesmo tempo, emocionante para os mais experimentados.

O modelo, claro, cobra no preço mais elevado o fato de ser importado e de ostentar a grife da fábrica bávara. A versão Standard sai por R$ 45.900, enquanto o modelo topo de linha com freios ABS, computador de bordo, aquecedor de manopla, entre outros mimos, custa R$ 51.900, valores mais elevados do que dos das concorrentes nipônicas.

Porque então alguém pagaria mais por uma moto com menos cilindros e potência? Para fugir da mesmice e se diferenciar da multidão ou ainda para desfrutar do torque e do conforto do motor — decisão que fica por conta do consumidor. Devaneios à parte, o propulsor de dois cilindros, oito válvulas, comando duplo no cabeçote, refrigeração líquida, alimentado por injeção eletrônica oferece torque máximo de 8,77 kgfm a 6.000 rpm, o maior entre as nakeds de média cilindrada. Na prática, garante retomadas rápidas e conforto na pilotagem. Como 80% desse torque está disponível já a partir dos 3.000 giros, o motociclista economiza muitas trocas de marchas.

No quesito potência, a F 800 R fica atrás das concorrentes, mas não decepciona. As três últimas marchas do câmbio de seis velocidades são mais longas e foram projetadas para o motociclista aproveitar melhor os 87 cv a 8.000 rpm, suficientes para levar o modelo acima dos 200 km/h. Mas além dos radares e do bom senso, o vento não vai permitir que você rode nessa velocidade por muito tempo.

Como toda naked, a F 800 R não foi feita para bater recordes, mas para se rodar com conforto seja na cidade ou em uma escapada de fim de semana. Acima dos limites de velocidade, bem como em altos giros, o vento e as vibrações do bicilíndrico incomodam — embora menos que nos modelos anteriores movidos com o mesmo motor, como a F 800 S.
PILOTAGEM
O casamento entre o motor bicilíndrico e o quadro de dupla trave superior em alumínio fazem dessa uma moto bastante fácil de pilotar. Ajuda nessa tarefa, a baixa altura do assento (800 mm) que facilita colocar os pés no chão, o que confere mais confiança em qualquer situação.

As suspensões também são dignas de elogios e, mesmo sem especificações excepcionais, fazem seu trabalho no melhor estilo germânico — prático, sem frescura. Na dianteira, garfo telescópico convencional e, ancorado na balança traseira, um monomortecedor ajustável. Confortáveis e adequadas para se pilotar calmamente ou até para arriscar umas curvas radicais.

Outro ponto forte dessa BMW, assim como de outros modelos da marca, é o conjunto de freios. Os eficientes freios a disco com ABS nas duas rodas ajudam os iniciantes e dão mais confiança aos experientes. Pode-se perceber o sistema antitravamento em ação principalmente na roda traseira — em alguns momentos, até cedo demais.

Mas no geral, a BMW F 800 R é uma moto bastante divertida de se pilotar e de se admirar. Torque à vontade, banco confortável, bom conjunto ciclístico e um visual bastante radical caracterizado pelos faróis assimétricos. Além dessas qualidades, o som emitido pelo escapamento também soa como música para os ouvidos acostumados — bastante grave, instiga a acelerar só para curtir o ronco do motor.

Enfim, essa BMW F 800 R cumpre e bem seu papel de uma alternativa às japonesas. Pena que o preço ainda seja muito superior às concorrentes, caso contrário, mesmo com menos cilindros e menos potência a F 800 R poderia incomodar as nipônicas de quatro cilindros.

BMW F 800 R

Motor Dois cilindros paralelos, 798 cm³, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote (DOHC) e refrigeração líquida.
Potência 87 cv a 8.000 rpm.
Torque 8,77 kgfm a 6.000 rpm.
Alimentação Injeção eletrônica e partida elétrica.
Câmbio Seis marchas com transmissão final por corrente.
Quadro Dupla trave superior em alumínio.
Suspensão Garfo telescópico de 43 mm de diâmetro com ajuste de pré-carga e retorno (dianteira) e balança traseira de alumínio com amortecedor centralizado (traseira), ambas com 125 mm de curso.
Freios Disco duplo flutuante de 320 mm com pinça de dois pistões (dianteiro); disco simples de 265 mm com pinça flutuante de um pistão (traseiro).
Pneus e rodas 120/70-17 (dianteira); 180/55-17 (traseira).
Dimensões 2.145 mm (comprimento); 905 mm (largura); 1.160 mm (altura); 800/825 mm (altura do assento).
Peso 199 kg (177 kg a seco).
Tanque 16 litros.
Cores Branca, laranja e prata.
Preços R$ 45.900 (Standard)
R$ 51.900 (Top).

 

Por Portal UOL

Editado Por Fabio Weslley

Anúncios
  1. MaisMotor®
    01/05/2010 às 19:08

    ok

  2. Fabio Weslley
    02/05/2010 às 17:28

    MaisMotor® :

    ok

    Obrigado Pela vizita ao Blog msn do blog aceleramente@hotmail.com 😀

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: