Início > Acelera Mente > Caminhão-escola de R$ 650 mil amplia treinamento de mecânicos de moto

Caminhão-escola de R$ 650 mil amplia treinamento de mecânicos de moto

 

 

Elevar o nível de capacitação técnica da rede de concessionárias, aumentar o índice de reparos bem executados logo na primeira visita e, consequentemente, fidelizar o cliente à marca com alto grau de satisfação. Para cumprir estes objetivos, a Honda investiu pesado para levar conhecimento aos mecânicos e colaboradores de cerca de 800 concessionárias e pontos de venda espalhados por todo o Brasil.  Uma unidade móvel de treinamento, no valor de R$ 655.000, foi montada para servir de apoio aos Centros de Treinamento de Sumaré (SP) e Recife (PE). O novo “caminhão-escola” rodará por todo o país e ficará de quatro a seis meses em cada cidade, para atender à demanda de cada região. A primeira parada da escola sobre rodas será em Belo Horizonte (MG), já na primeira quinzena de agosto.

A unidade móvel da Honda vai oferecer cursos com o objetivo de padronizar e aperfeiçoar o atendimento nas concessionárias de duas rodas da marca. “Queremos agilidade, conveniência e ganho de eficiência”, explica Anderson Meireles da Silva, gerente de Serviços Técnicos e Treinamento da Honda. Os cursos abrangerão os temas: motor, chassi, elétrica (níveis 1 e 2), ações preventivas, corretivas e revisões. Haverá ainda Serviço Expresso e cursos customizados. Assim, a nova unidade móvel ministrará todos os treinamentos de motos e produtos de força que fazem parte da grade normal de cursos das unidades de Sumaré e Recife.

CAMINHÃO-ESCOLA

Estrutura R$ 423.000
Motos e motores R$ 140.000
Ferramental R$ 92.000
TOTAL R$ 655.000

TRANFORMERS
Para quem é fã de ficção, a série “Transformers” é um bom exemplo do que a Honda fez com o caminhão-escola: uma carreta de complexa arquitetura fica pronta para uso em, no máximo, 20 minutos. As laterais do baú se abrem como pétalas, comandadas por um motor hidráulico, e fazem a vez do assoalho. Uma TV LCD de 50 polegadas desliza por trilhos instalados no teto até a área da oficina. As partes internas mais parecem com grandes peças de brinquedos Lego construídas em aço, alumínio e vidro e correm por trilhos para formar uma grande oficina de 63 m². Há ainda espaço para sala de aulas teóricas. No total, são 75 m² de área útil para os cursos.

As mangueiras das ferramentas pneumáticas estão no teto e o sistema de exaustão está sob o assoalho. A unidade móvel traz ainda três elevadores pneumáticos, três kits completos de ferramentas e três suportes para motores e motos. É difícil imaginar que em um espaço tão reduzido possam trabalhar de 12 a 20 pessoas por turma. A meta é formar 1000 alunos por ano.

“Em função da área reduzida foi preciso projetar tudo milimetricamente”, conta Renato Cremonesi, supervisor de treinamento técnico do Centro de Sumaré (SP).

Neste projeto, há ainda preocupação com a sustentabilidade e o meio ambiente. A estrutura é leve e com grande área envidraçada, facilitando a entrada da luz natural. A unidade móvel usa lâmpadas frias e de LED, com baixo consumo de energia. O caminhão-escola pode operar mesmo sem o auxílio da rede elétrica, já que conta com gerador e motor estacionário. “O óleo, outro inimigo de meio ambiente, é armazenado e depois descartado nos Green Dealer, as concessionárias ecológicas da Honda”, revela Anderson Meireles.

AULA PRÁTICA
Antes mesmo da nova unidade móvel colocar o pé na estrada, alunos de várias partes do Brasil vieram até Sumaré, a 120 quilômetros da capital paulista, para assistir a cursos na nova instalação. Neste laboratório sobre rodas encontramos Alexsandro Alves, funcionário de uma concessionária de Laguna (SC), que fez seu primeiro curso e ficou satisfeito com a iniciativa. “Com a unidade móvel perto de nosso local de trabalho podemos participar de um número maior de cursos, perder menos tempo fora da oficina e, consequentemente, ter menor custo de estadia”, explica.

Só por curiosidade, de Laguna até Sumaré, Alexsandro Alves viajou de ônibus por 13 horas, viagem que poderá ser evitada com o deslocamento da unidade móvel de treinamento. “Se o curso for ministrado em Campo Grande, por exemplo, iria rodar apenas três horas e, assim, não ficaria tão longe da família”, afirma Everaldo de Jesus, que rodou 15 horas entre Nova Andradina (MS) e o Centro de Treinamento paulista.

Em relação à iniciativa, Everaldo considera importante obter conhecimento para poder sanar as dúvidas dos clientes e aprender a utilizar corretamente as ferramentas. Rodrigo Dumont, de Uberaba (MG), também segue o raciocínio de seus colegas. “Com a nova unidade móvel, a Honda está deslocando toda a infraestrutura de seus centros de treinamento para outras regiões, facilitando o acesso de mecânicos da rede de concessionárias de todo o Brasil

Por Portal UOL

Editado Por Fabio Weslley

Equipe Acelera Mente

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: