Arquivo

Posts Tagged ‘seligaregiao’

Se Liga Região

NOSSA HISTÓRIA

Fundado em 20 de outubro de 2008, tendo sede própria, em Presidente Prudente – SP, a empresa contava com uma pequena estrutura, apenas com o administrador e fotografo e alguns colaboradores que fizeram parte desta história e do crescimento do Se Liga Região.

Em Junho de 2013 o Se Liga Região Passa por uma reestruturação inovando e criando o Grupo Se Liga Região de Comunicações: Guia empresarial completo com pagina exclusiva do cliente e redirecionamento de domínio, Web Rádio, Quis, Agenda, Galeria de Fotos, Se Liga Vídeos, Famosos e TV, Bate papo, comportamento, curiosidades, Colunas, Moda, Noivas, Humor, culinária, Carros e Motos,Promoções, Notícias, Esporte, Ação social, Utilidade Pública, Meio ambiente, Saúde, Denuncie, e muito mais.

MISSÃO

Oferecer as melhores formas de divulgação sempre inovando, priorizando a satisfação do cliente oferecendo: qualidade, melhor preço, atendimento e garantia, com profissionalismo e competência.

POLÍTICA DE QUALIDADE

Desenvolver e fornecer as melhores ferramentas de divulgação em parceria com os fornecedores e clientes a fim de manter a competitividade, garantindo resultados aos investimentos de nossos clientes.

VISÃO

Ser o maior e melhor Canal de divulgação,Informação e prestação de serviços do Estado de São Paulo.563814_401542373277175_1039065076_n

http://www.seligaregiao.com.br/

Anúncios

Nova linha Suzuki Bandit 650 chega em outubro

 

A nova linha Bandit 650 — nas versões N (naked) e S (semi carenada) chega ao Brasil em outubro. Apesar do atraso de quase dois anos — já que sua apresentação oficial aconteceu no final de 2008 no Salão de Motos de Milão (ITA) –, os modelos ganharam sobrevida em função do design revigorado. Na versão naked, a moto traz novo farol multifacetado e rabeta mais afilada. Já no modelo S, a parte frontal da carenagem ganhou entradas de ar sob o farol, como nos modelos esportivos da marca. A nova família Bandit 650 que chega ao país não contará com freios ABS. O preço ainda não foi divulgado, mas deve girar a partir de R$ 29.000. A nova linha Bandit estará disponível em quatro opções de cores: preta, prata, azul e vermelha.

Para brigar neste concorrido segmento formado por motos de média cilindrada, formado por Honda CB 600F Hornet, Kawasaki ER-6n, além da linha Yamaha XJ6, a nova Bandit 650 manteve sua filosofia de dupla jornada: rodar com agilidade no trânsito urbano e também ser uma boa companheira de estrada.

O responsável por este comportamento mais elástico é o motor de quatro cilindros em linha e com refrigeração líquida, que gera 85 cv de potência a 10.500 rpm e 6,27 kgf.m a 8.900 rpm. Detalhe: a base do motor é a mesma da versão anterior vendida no Brasil. O que mudou foi o acabamento, agora em preto.

O propulsor da Bandit 650 foi projetado para oferecer um bom equilíbrio entre potência e torque, mesmo em baixos e médios giros. Com duplo comando no cabeçote (DOHC) e 656 cm³ de capacidade cúbica, o motor conta com uma central de gerenciamento eletrônico (ECU) e sistema de injeção eletrônica de combustível digital com dupla válvula de borboleta, que garante respostas rápidas e um melhor aproveitamento do combustível.

CICLÍSTICA E PAINEL DE INSTRUMENTOS
Se o motor é a alma de qualquer motocicleta, o conjunto ciclístico e o design são o corpo e, consequentemente, a beleza estética, traduzida pela simetria de formas e design agressivo. Construída sobre um chassi dupla trave confeccionado em aço, a nova Bandit 650 traz suspensão telescópica tradicional e monoamortecedor na parte traseira. Ambas as suspensões possuem regulagem de pré-carga e retorno da mola. Para ajudar no trabalho de copiar as imperfeições do piso, a Bandit está equipada com rodas de liga leve de 17 polegadas, calçadas com pneus de perfil esportivo.

Com relação ao sistema de freios, as duas versões contam com disco em ambas as rodas. Na dianteira disco duplo flutuante de 310 mm de diâmetro, “mordidos” por pinças de quatro pistões. Já na traseira, disco simples de 240 mm de diâmetro e pinça de duplo pistão. Na Europa há versões disponíveis com sistema de freio ABS. Infelizmente, o Brasil só receberá modelos básicos, sem o dispositivo de segurança.

A nova Bandit 650 N recebeu um farol multifacetado e um completo painel de instrumentos com marcadores analógico e digital (LCD), que oferecem várias informações: rpms, velocidade, hodômetro, marcador de combustível, indicador de marcha, relógio, e luzes-espia (neutro, temperatura do óleo e da água e farol alto).

Para uma maior harmornização entre os elementos da dianteira, a versão N ganhou também uma nova capa lateral, estrategicamente posicionada entre a coluna de direção e o tanque. Aliás, o compartimento de combustível tem capacidade para 19 litros, que confere a moto uma boa autonomia. Já a Bandit 650 S conta com a proteção e o conforto do para brisa, que protege o piloto da fuligem, de pedriscos, de insetos, do vento e da chuva

Por Portal UOL

Editado Por Fabio Weslley

www.aceleramente.wordpress.com

Acessem o melhor site de eventos www.seligaregiao.com.br

Dafra lança o maxiscooter Citycom 300i por R$ 12.290

 

Para uma empresa ampliar sua participação no mercado, independente do segmento de atuação, atender às necessidades de seus consumidores com agilidade é fundamental. Seguindo esta premissa, a Dafra Motos acredita que há um potencial nicho formado por donos de scooter que querem um veículo de maior capacidade, porém sem sair do segmento. Atualmente existe uma lacuna entre os scooter até 150 cm3, na faixa dos R$ 6.000, e os scooters acima de 400 cm3, que custam a partir de R$ 26.900. É justamente nesse segmento que se encaixa o novo Dafra Citycom 300i, fruto da parceria com a taiwanesa SYM (Sanyang Industry) e que tem preço sugerido de R$ 12.290.

FICHA TÉCNICA: DAFRA CITYCOM 300i

Motor: OHC, 263,7 cm³, monocilíndrico, quatro válvulas, injeção eletrônica e refrigeração líquida.
Potência máxima: 23 cv a 7.500 rpm.
Torque máximo: 2,44 kgfm a 5.500 rpm.
Transmissão: Câmbio do tipo CVT.
Suspensão: Amortecedores telescópicos, com 100 mm de curso na dianteira; Bichoque, com 91 mm de curso na traseira.
Freios: Disco simples com pinça de pistão duplo (dianteiro); Disco simples com pinça de pistão duplo (traseiro).
Dimensões: 2.210 mm de comprimento, 785 mm de largura e 1.445 mm de altura. Entre-eixos 1.500 mm, altura do assento de 800 mm e 125 mm de altura mínima para o solo.
Peso: 182 kg.

Segundo o presidente da Dafra, Creso Franco, “estava na hora do Brasil ter um maxiscooter urbano”. O executivo foi taxativo ao afirmar que o preço é um dos principais atrativos do modelo que, segundo Creso, não tem nenhum concorrente direto. É verdade que existe no país o Piaggio Beverly 300, porém o modelo é importado e custa R$ 23.800. Ou seja, quase o dobro do novo scooter Dafra.

Primeiro scooter de 300 cm3 da marca, o Citycom já é vendido no continente europeu há mais de três anos. Para atender aos anseios do consumidor brasileiro o modelo passou por vários testes e avaliações dinâmicas, que duraram mais de um ano. O scooter também rodou por mais de 150 mil quilômetros por estradas nacionais. As principais mudanças para a tropicalização no maxiscooter da Dafra aconteceram no aumento da capacidade de arrefecimento, melhora no sistema de freios e adequação da injeção ao nosso combustível. Apesar do numeral “300” no nome, o Citycom tem 263,7 cm³ de capacidade cúbica. O propulsor monocilíndrico de quatro válvulas tem bom desempenho: 23 cv a 7.500 rpm e 2,44 kgfm de torque a 5500 rpm. Outro destaque é a transmissão automática CVT, sinônimo de praticidade e agilidade.

A VIDA EM PARCERIA

Para quem não se lembra a Dafra Motos abriu suas portas em 2008, porém parece que marca está no mercado brasileiro há mais tempo. Novos modelos são apresentados com bastante freqüência e as parcerias globais crescem na mesma proporção. Depois de fazer acordos comerciais com a chinesa Haojue, a indiana TVS Motor Company e a alemã BMW Motorrad, agora a empresa divulgou nova parceria com a taiwanesa SYM (Sanyang Industry). Além disso, a parceira também tem como objetivo o intercâmbio de tecnologias, pesquisas e desenvolvimento. O Citycom 300i será montado na fábrica da Dafra em Manaus (AM) por meio do processo CKD. O scooter terá três opções de cores — preto fosco, azul e branco — e o preço sugerido é de R$ 12.290.

Jim Hong, diretor da divisão de marketing da SYM, que participou da coletiva de imprensa no Brasil, disse que o Citycom “foi feito para o uso urbano e para viagens de curta ou média distância”. A grande bolha frontal e o banco largo mostram que conforto não vai faltar. Os pés do piloto ficam protegidos pelo assoalho, enquanto o garupa conta com pedaleiras retráteis, como no Honda Lead 110. Os comandos e a chave de ignição do tipo shutter-key (sistema antifurto) é similar ao usado no Smart 125, o scooter de pequeno porte da Dafra.

A injeção eletrônica, a bomba de combustível e o corpo de borboleta são da marca Keihin. Com isso as taxas de emissões são mais que suficientes para atender à legislação, inclusive o modelo conta também com sensor de oxigênio (a tal sonda lambda). Completam o pacote o design moderno, freio a disco em ambas as rodas, com aros de 16 polegadas e calçadas com pneus de perfil esportivo. (por Lucas Rizzollo)

IMPRESSÕES DE PILOTAGEM
Dafra Citycom300i

Ao ligar e acelerar pela primeira vez, o Citycom 300i ganha velocidade rapidamente e sem muito esforço ou ruído. Com a transmissão automática CVT basta se acomodar, ligar o scooter e acelerar. Todo o teste foi feito em um circuito fechado, no autódromo da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP), que conta com muitas curvas e, consequentemente, vários pontos de frenagem.

Os freios a disco nas duas rodas, equipados com aeroquip (mangueiras de malha de aço), se mostraram eficientes e adequados ao peso do Citycom. Os pneus da Metzeler permitem inclinar sem problemas até o apoio central raspar no chão. Em uma reta com subida o modelo não teve dificuldades para chegar aos 110km/h antes da frenagem para entrar na próxima curva.

O conjunto de suspensão se comportou bem, apesar de pouco exigido. O banco do piloto tem um útil apoio lombar e a garupa conta com espaço confortável. No porta-objetos do escudo frontal ainda existe uma tomada de 12V para carregar o celular ou até mesmo um GPS. Sob o banco é possível acomodar um capacete fechado, além de jaqueta, luvas, óculos etc

 

Por Portal UOL

Editado Por Fabio Weslley

www.aceleramente.wordpress.com

Acessem o melhor site de eventos www.seligaregiao.com.br