Início > 400cc, Acelera Mente, Fale Conosco, Suzuki > Burgman movido a hidrogênio deve ser produzido em série em 2015

Burgman movido a hidrogênio deve ser produzido em série em 2015

 Divulgação

Na próxima década, a União Europeia tem como meta cortar a emissão de gás carbônico para um quinto da quantidade emitida em 1990. Mas as ações já se iniciaram agora em 2010: o principal alvo dos dirigentes do bloco de 27 países é começar a redução dos poluentes nos meios de transporte. De olho nessa oportunidade, a Suzuki Motor Corporation em parceria com a Intelligent Energy, empresa inglesa que produz energias limpas, anunciou recentemente o lançamento do Suzuki Burgman Fuel Cell.

O scooter movido a célula de hidrogênio vai começar a ser testado nas ruas da pequena cidade de Loughborough nas próximas semanas, e deve rodar em Londres até o final deste ano

A tecnologia que movimenta o novo Burgman “limpo” é a mesma apresentada no protótipo Suzuki Crosscage há mais de dois anos, no Salão de Tóquio. Ela é alimentada por um cilindro de hidrogênio, que reage com oxigênio produzindo eletricidade e água. Uma bateria de íon lítio e a célula de combustível fornecem a energia necessária para que o scooter rode cerca de 350 km, segundo a Suzuki. Ou seja, praticamente a mesma autonomia de um Burgman 400cc movido a gasolina com a grande vantagem de que o único gás emitido pelo escapamento é vapor de água.

Diferentemente de outros veículos movidos a célula de combustível, a bateria desse novo Burgman não precisa ser recarregada. Um mecanismo de auto-recarregamento faz o trabalho enquanto você acelera ou desacelera e continua a fornecer energia, desde que haja hidrogênio no cilindro e oxigênio na atmosfera.

Após os 350 km de autonomia, será necessário reabastecer o pequeno cilindro de hidrogênio, o que leva cerca de cinco minutos, segundo a Intelligent Energy. Apesar da rapidez do processo, este ainda é um dos grandes entraves para a adoção de um veículo como o Burgman Fuell Cell em grandes centros urbanos: a falta de “postos de hidrogênio”.

A London Hydrogen Partnership (LHP), parceria da prefeitura londrina para a distribuição do gás, projeta que haverá seis ou mais dessas estações até 2012. O que seria suficiente para atender frotistas — em pequeno número — caso veículos com essa tecnologia fossem produzidos em grande escala, de acordo com Henri Winand, CEO da Intelligent Energy.

Entretanto, a Suzuki e a empresa inglesa projetam que, em cinco anos, o Burgman Fuel Cell e outros veículos com essa tecnologia passem a ser produzidos em massa. “Está amadurecendo a idéia entre os governos, fabricantes, companhias de gás e petróleo, e também entre os usuários que, em 2015, já estaremos rodando com veículos movidos a hidrogênio”, afirmou Winand.

Opinião reforçada por Kit Malthouse, vice-prefeito de policiamento de Londres e também presidente da LHP: “Esse scooter, que produz nada além de água, prova que podemos reduzir a emissão de gás carbônico e melhorar o ar que respiramos com veículos que já existem”.

Por Portal UOL

Editado Por Fabio Weslley

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: